Meu pet subiu na árvore de Natal, e agora?

Meu pet subiu na árvore de Natal, e agora? - petImagem de Myshun por Pixabay

Seu animal de estimação também se sente atraído pelos enfeites de Natal? Sabemos que as comemorações de fim de ano envolvem decorações cheias de objetos coloridos e símbolos que representam esta tão esperada celebração. Redondos, pendurados, com fios, cores vibrantes e tamanhos diferentes, os diversos tipos de enfeites se tornam uma tentação para o seu bichinho, ainda mais se for filhote.

Pais e mães de pets precisam ter cuidado na escolha do tipo de enfeites para não causar acidentes. Objetos pequenos, feitos com materiais quebradiços, arames, fios e eletricidade, devem estar fora do alcance dos animais de estimação.

“Por serem coloridos e atraentes aos olhos, os pets veem os enfeites de Natal como um brinquedo novo e que pode ser divertido. Os gatos, principalmente, se sentem tentados a balançar os enfeites pois adoram penduricalhos”, explica Thais Matos, médica veterinária da DogHero, maior empresa de serviços para pets da América Latina.

Mesmo que pareçam inofensivos, os enfeites podem ser perigosos para os pets, há vários riscos envolvidos para a saúde e a vida dos animais de estimação, como: engasgamentos, cortes, choques e asfixias. (mais…)

MAIO AMARELO: 10 DICAS PARA TRANSPORTAR SEU PET SEM ESTRESSE

MAIO AMARELO: 10 DICAS PARA TRANSPORTAR SEU PET SEM ESTRESSE - petImagem de Katrin B. por Pixabay

Quantas vezes você já precisou sair de carro com seu gatinho mas ficou inseguro? Ou ainda desistiu porque seu pet sente medo ou fica agressivo só de avistar a caixa de transporte? A Royal Canin, líder em Nutrição Saúde para gatos e cães, sabe das dificuldades encontradas por tutores ao transportar, em segurança, seus pets. Por isso, a marca celebra o movimento do Maio Amarelo, considerado o “Mês Internacional da Segurança no Trânsito” e traz dicas de como andar de carro com os gatos e cães em segurança.

“O trânsito deve ser seguro para todos em qualquer situação, incluindo o transporte de pets. Por isso, nosso Código de Trânsito Brasileiro determina algumas formas mais adequadas para transportar nossos pets, como a obrigatoriedade do uso de peitoral e guias adaptadas ou ainda dentro das caixas de transporte fixadas ao veículo. Mas passeios de carro sem uma preparação adequada ainda podem causar estresse elevado principalmente aos felinos, que costumam sentir mais medo que os cães”, conta a Médica-Veterinária, Natália Lopes.

Para evitar as tensões que podem resultar em traumas ao gato e ao tutor, é preciso preparar o pet e acostumá-lo com a caixa de transporte muito antes do dia do passeio. “A caixa deve fazer parte do cotidiano da família, estar aberta para fácil acesso do felino, e conter um brinquedo ou uma cobertinha, para que assim o item tenha odor familiar e esteja associado a experiências positivas”, completa a Médica-Veterinária. Confira abaixo as 10 dicas da especialista para um passeio de carro tranquilo om seu gato ou cão: (mais…)

Chegada do verão alerta para prevenção e combate à Leishmaniose

Chegada do verão alerta para prevenção e combate à Leishmaniose - petImagem de Pexels do Pixabay

As altas temperaturas e dias ensolarados proporcionados pelo verão traz alertas importantes, principalmente para moradores de Bahia: prevenção e o combate à leishmaniose, zoonose que é considerada uma das doenças mais graves do mundo. Resultado disso são os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) que mostram que o Brasil representa em torno de 96% dos casos de Leishmaniose nas Américas. Com isso, Silvana Badra, médica-veterinária e gerente de produtos pet da MSD Saúde Animal, dá dicas importantes de como não fazer parte dessa estatística.

A médica-veterinária conta que a transmissão acontece a partir da picada do mosquito-palha (Lutzomyia longipalpis – o principal vetor) infectado pelo protozoário Leishmania chagasi. “O cachorro é o principal reservatório do protozoário, mas é importante lembrar que ele não transmite a doença diretamente aos humanos, mas sim por meio do mosquito vetor. O mosquito pode picar o animal infectado e, em seguida, as pessoas – e isso dá início ao ciclo de transmissão, por isso é importante proteger o animal, o que, consequentemente, significa cuidar de toda a família”, explica.

Como prevenir?

De acordo com a médica-veterinária, não tem segredo, já que a melhor forma de prevenção é seguir as medidas para o controle da leishmaniose, como o uso da coleira antiparasitária e repelente e manter a vacinação do animal em dia. (mais…)

Vai presentear alguém com um animal estimação? Confira 7 pontos essenciais !

Vai presentear alguém com um animal estimação? Confira 7 pontos essenciais ! - petImagem Ilustrativa | Foto: Pixabay

Essa é a época do ano em que as pessoas mais presenteiam. Do equipamento mais moderno ao brinquedo mais simples, procurando opções tanto on-line como em lojas físicas, o objetivo é sempre encontrar o presente que trará mais alegria a quem recebe.

Muitas pessoas ao redor do mundo ganham um novo gato ou cão durante as festas de final de ano. A intenção de quem presenteia é sempre a melhor, afinal ser tutor de um animal de estimação pode ser uma das experiências mais surpreendentes da vida. E é gratificante para os animais também, uma vez que dezenas de milhares que estão abandonados têm a chance de encontrar um lar para sempre. No entanto, presentear com um pet é mais do que um momento de alegria, trata-se de um compromisso de longa data, por toda uma vida.

Seria ótimo se gatos e cães viessem com manual de instruções, mas a verdade é que eles não vem. Em alguns casos, o pet pode ter sido escolhido sem que todos da família tenham feito parte da decisão. Na verdade, muitas vezes, uma das pessoas mais importantes não faz parte da conversa. Quem? Um Médico-Veterinário. Uma voz confiável e neutra que pode fazer perguntas difíceis e orientar a decisão de se ter ou não um animal de estimação. (mais…)

Você sabe se o seu cão ou gato está acima do peso?

Você sabe se o seu cão ou gato está acima do peso? - petImage by Free-Photos from Pixabay

Por Brana Bonder – médica veterinária

Já parou para pensar no peso do seu pet? Poucos tutores conseguem perceber se o cão ou gato está acima do peso ideal, isso porque, muitas vezes, esses quilos a mais parecem ser fofura. Uma pesquisa realizada este ano pela Hill’s, em parceria com a Cão Cidadão, apontou que 24,72% dos tutores de pets no Brasil consideram que seus pets estão acima do peso.

Apesar do número parecer baixo, o estudo mostrou que muitas pessoas não sabem, realmente, identificar o sobrepeso dos animais, já que quando foram instruídos a utilizar a tabela de escore de condição corporal, 41,04% dos entrevistados classificaram os pets com as condições corporais 7 e 9. De acordo com a WSAVA, Associação Mundial de Veterinários para Animais Pequenos, essas duas condições indicam peso acima do ideal.

Isso quer dizer que seu cão ou gato podem aparentar estar bem para você, mas é preciso observar o peso de acordo com o tamanho e a raça. Claro que apenas um veterinário pode diagnosticar a obesidade do pet, mas, alguns sinais podem servir de alerta para os tutores. (mais…)