Quem frequenta a Feira Livre de Santo Antônio de Jesus no Recôncavo Baiano continua sofrendo com o grande engarrafamento de veículos que se agrava nos dias de quarta, sexta e sábado.

Ao lado desse supermercado, vários caminhões ficam parados o dia inteiro tomando as vagas de estacionamento e ocupando o espaço do pedestre que muitas vezes passa pelo meio da rua correndo o risco de ser atropelado, pois o movimento de homens realizando o serviço de carga e descarga acaba obstruindo a calçada.

O taxista Juscelino reclamou sobre os veículos particulares que estacionam nos pontos de táxis. “Quando ligo para a SMTT (Secretaria Municipal de Trânsito) eles demoram pra chegar”. Outro taxista, Antônio conhecido como Zelinho, denunciou a ausência dos agentes de trânsito na Praça Duque de Caxias. “Quem organiza o trânsito aqui são os flanelinhas. A Feira está entregue as baratas”, disse.

urssisino

Ursicino – consumidor

O auxiliar em escritório de advocacia, Ursicino, relatou as dificuldades que enfrenta para estacionar. “O que impede o trânsito na Feira Livre são os caminhões que ficam parados o dia todo no mesmo lugar, às vezes espero uma hora (60 minutos) para consegui uma vaga”, disse Ursicino que sugeriu a retirada do comercio atacadista da Feira de Santo Antônio de Jesus.

galpao

Rua que teve acesso de veículos liberado ao lado da Feira de Confecções

Vale Ressaltar que ao lado do Galpão de Confecções, próximo ao Sindicato Rural, as barracas foram recuadas, liberando o acesso de veículos naquela via que antes ficava obstruída. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo)

Portal Tribuna do Recôncavo visita sede da SMTT. Veja o que vimos!  Clique aqui.