Muito presente, carinhoso e apaixonado pelo filho”. É assim que Silvana Conceição, 32 anos, lembra de Elinaldo Gonçalves, ex-companheiro e pai do filho dela. Elinaldo foi uma das vítimas atropeladas por um caminhão desgovernado na manhã desta terça-feira (17), na entrada do bairro do Trobogy, em Salvador. Além dele, uma mulher também morreu e cinco pessoas ficaram feridas.

Silvana esteve na delegacia do bairro de Pau da Lima, onde o motorista do caminhão, Maurício Costa, foi ouvido. Ela disse que Elinaldo estava, junto com ela, preparando o aniversário do filho deles, uma criança de 11 meses, que vai completar um ano no dia 26 deste mês. O menino é o único filho de Elinaldo.

“A festa seria dia 28 de julho. A gente organizou tudo junto. Ele estava esperando ansiosamente por essa festa. Quando ele soube que ia ser pai, ficou super contente porque a criança foi um presente de Deus nas nossas vidas. Ficamos juntos por cerca de um ano e logo ganhamos esse presente. A gente não estava mais junto, mas ele sempre ia visitar o filho nos dias de folga”, disse Silvana.

A dona de casa disse, inclusive, que a criança viu o pai pela última vez na noite de segunda-feira (16). “Ele folgou e foi ver o filho. Na hora que ele foi embora o menino chorou. Eu olho meu filho e fico pensando que ele não tem nem um ano e já perdeu o pai. É muito triste”, lamentou.

Editado por Tribuna do Recôncavo | Fonte: G1 Bahia