O Ministério da Saúde confirmou no mês de Maio a circulação do Zika vírus no Brasil. Esse vírus é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue e o chikungunya.

Sintomas e como tratar

O Zika vírus tem uma evolução benigna, e demora cerca de quatro dias entre a infecção e a manifestação dos primeiros sintomas.

A doença é caraterizada por febre baixa, olhos vermelhos sem secreção e sem coceira, dores em articulações, pontos brancos ou vermelhos na pele, dores musculares, dor de cabeça e dor nas costas. A doença é autolimitada, com os sinais e sintomas durando, em geral, de 2 a 7 dias.

O tratamento é de acordo com os sintomas e baseado no uso de paracetamol para febre e dor, sob orientação médica. Não há vacina contra o Zika vírus e a única forma de prevenção é combater os focos do mosquito Aedes.

Formas de prevenir a doença

O meio mais eficaz de prevenir novos casos da doença é evitando a sua proliferação. Seguem a seguir algumas dicas básicas:

*Evite deixar água parada em locais propícios para a multiplicação dos mosquitos como: latas, copos plásticos, pneus, vasos de plantas, garrafas ou caixa d’água, por exemplo.
*Não deixar com que a água da chuva se acumule nestes locais.
*Lixos devem ficar bem tampados e o uso de repelente faz-se ótima medida preventiva.
*Instalar redes de proteção nas portas e janelas da residência também pode ajudar a prevenir a presença do mosquito transmissor.

Diferença entre dengue, chikungunya e zika

Os vírus da dengue, chikungunya e zika são transmitidos pelo Aedes aegypti, e levam a sintomas parecidos, como febre e dores musculares. Mas as doenças têm gravidades diferentes, sendo a dengue a mais perigosa.

A dengue, que pode ser provocada por quatro sorotipos diferentes do vírus, é caracterizada por febre repentina, dores musculares, falta de ar e moleza. A forma mais grave da doença é caracterizada por hemorragias e pode levar à morte.

chikungunya caracteriza-se principalmente pelas intensas dores nas articulações. Os sintomas duram entre 10 e 15 dias, mas as dores articulares podem permanecer por meses e até anos. Complicações sérias e morte são muito raras.

Já a febre por zika vírus leva a sintomas que se limitam a no máximo 7 dias e não deixa sequelas. Não há registro de casos de morte provocados pela doença.

Em Santo Antônio de Jesus aconteceu nesta segunda-feira (20/07), uma reunião na Câmara de Vereadores que tratou sobre o Plano de Enfrentamento da dengue, chikungunya e zika. Plano este que precisa ser aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde. Sua finalidade é preitear incentivos financeiros para ampliar as ações de combate ao mosquito no município.

A primeira parte desse plano é a mobilização social, com jingle e mensagens para carro de som e emissoras de rádios. Assim como orientações para a busca de Unidades de Saúde mais próximas em caso de suspeita da doença. Entre as ações,  serão feitos mutirões em bairros com alto índice de infestação e gincanas em escolas através da Secretaria de Educação e Equipes da Atenção Básica.

De acordo com Karine Cristina, gerente de Vigilância epidemiológica, a mobilização é de extrema importância “Nós queremos trazer toda população para perto, pra poder nos ajudar no combate ao mosquito da Dengue”, disse. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo).