O vereador Uberdan Cardoso criou um projeto de lei dando prioridade aos barraqueiros antigos a ocuparem o espaço nas Praças do São Benedito e Padre Mateus. Entretanto, o projeto foi vetado pelo prefeito Humberto Leite. Inconformado com a decisão do gestor, o vereador Uberdan disse que esse projeto foi feito dentro da lei e aprovado em unanimidade pela Câmara Municipal de Vereadores.

“Esse projeto foi todo consubstanciado na concessão do direito real de uso dessas áreas, foi escrito com o advogado experiente, o que acontece é que o Ministério Público não está se convencendo disso, quero entender por quê? eles estão apelando, pediu ao prefeito para rejeitar o projeto, o prefeito não teve coragem de peitar o Ministério Público e agora vem para a câmara o veto do prefeito”, explicou.

Uberdan lembrou que não está fora da lei e por isso não vai aceitar essa decisão. “Se o prefeito não tem coragem de peitar o Ministério Público eu tenho, porque é uma disputa jurídica, não tou desmerecendo ninguém, nem fazendo corpo a corpo, frente a frente, mas o Ministério Público não é Deus, não legisla, o Ministério traz argumento e eu levo outro. Não sou fora da lei, estou defendendo aquilo que acredito e é legal”, pontuou.

O vereador ainda questionou porque o Ministério Público não proíbe o Jogo do Bicho e o quartel de combustíveis, já que no passado uma ação do MP proibiu em Santo Antonio de Jesus a realização de rifas. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: Blog do Valente)

Aproveite e curta a nossa fanpage. Clique Aqui!