Foi realizada nesta última quarta-feira (11/11) uma reunião na Câmara Municipal de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, sobre as resoluções a serem aprovadas, esclarecimentos das denúncias a Secretaria de Saúde entre outros assuntos, contando com a presença da comissão do Conselho de Saúde e o Promotor Julimar Barreto.

Segundo o presidente do Conselho Municipal de saúde, José Brito, um dos assuntos tratados na reunião foi o ponto eletrônico para os funcionários ‘bater ponto’ no horário correto e o outro foi em relação ao relatório de gestão de 2014 que não tinha sido votado.

“Outra pauta foi sobre as resoluções, na época que Marcos Lessa era o presidente, que foram tomadas algumas providencias e naquele momento não foram publicadas pelo prefeito. Daí Marcos Lessa nos aconselhou a procurar o Ministério Público, pois o Conselho precisa ter autonomia, já que tem muitas responsabilidades”, disse.

Muitas denúncias foram feitas a respeito de marcações de exames nos postos de saúde, falta de medicamentos, de alguns exames e falta de médicos, entre outras irregularidades na área da saúde também na localidade do Minha Casa Minha vida e, nesta reunião, foi tratado deste ponto.

Ainda segundo Zé Brito, a falta de urologista na cidade tem sido uma das reclamações da população. “Foi oferecido um valor, em nível de plano de saúde, em torno de 65,00 a consulta, mas os profissionais não quiseram se habilitar e a gente não pode obrigar alguém que venha realizar um serviço contrariado”, explicou Brito. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: Rádio Andaiá FM e Blog do Valente)