A Receita Federal apreendeu, na madrugada deste sábado (8), 170 celulares, 24 câmeras e 20 “relógios inteligentes”, de alta tecnologia, que estavam em um voo charter [voos fretados por empresas, que podem transportar tanto passageiros, quanto cargas] que saiu de Paris a Salvador. De acordo com a Receita, o valor dos equipamentos está estimado em 160 mil dólares.

O órgão detalhou que o material foi transportado em pequenas caixas, trazidas por 24 passageiros. A equipe de plantão, formada por uma auditora-fiscal e um analista-tributário, estranhou a repetição do volume. Ao serem abordados na alfândega, os passageiros disseram desconhecer o conteúdo das caixas e que essas pertenciam a uma empresa. A empresa assumiu ser a real proprietária da mercadoria, apontou a Receita Federal.

Como não houve a regular importação e o pagamento dos impostos devidos, o material ficou retido pela Receita Federal, que poderá aplicar a “pena de perdimento”, caso seja comprovada destinação comercial. Os passageiros foram liberados após a apreensão. (G1 Bahia)