O Tribunal de Contas dos Municípios multou o prefeito de Castro Alves, Cloves Rocha Oliveira, em R$ 25 mil e determinou um pedido de representação ao Ministério Público Estadual pela contratação ilegal de pessoal sem concurso público no exercício de 2013. Esta é a segunda vez que o gestor pratica a irregularidade.

O relator do processo, conselheiro Paolo Marconi, ressaltou que nos anos de 2011 e 2012 aconteceu essa mesma irregularidade. No entanto, o prefeito Cloves ampliou os gastos com trabalhadores temporários em mais de R$ 2 milhões, em apenas dois anos, alcançando gastos no montante de R$ 4.454.370,46. (Redação/tribunadoreconcavo, com informações da TV Aratu)