O presidente do México, Enrique Peña Nieto, comentou nesta quarta-feira (25), o decreto assinado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para a construção de um muro na fronteira entre os dois países e prometeu defender os imigrantes mexicanos que residem nos EUA.

“Lamento e reprovo a decisão dos Estados Unidos de continuar com a construção de um muro que há anos, distante de nos unir, nos divide. O México não acredita nos muros. Já disse várias vezes, o México não pagará nenhum muro”, disse, em vídeo publicado no Twitter. Após a decisão de Trump, Peña Nieto determinou que os 50 consulados mexicanos nos EUA “se convertam em autênticas defensorias dos direitos dos imigrantes”.

O presidente mexicano não chegou a citar a viagem que está marcada para a próxima terça-feira (31), aos Estados Unidos, quando se encontrará com Trump. “Terei que tomar decisões sobre os próximos passos a seguir”.

O decreto de Trump é assinado durante visita de uma delegação mexicana, liderada pelo chanceler Luis Videgaray e pelo ministro da Economia, Ildefonso Guajardo, que está EUA para criar um diálogo com o novo governo em Washington e tratar da visita de Peña Nieto ao país vizinho. (Bahia Noticias)