Onze municípios do Recôncavo Baiano devem aderir ao Projeto MPT na Escola, do Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT-BA). Gestores da área de educação das prefeituras da região foram convocados a participar da oficina de capacitação do projeto, que acontece na próxima segunda-feira (17/08), das 8h às 17h, no auditório da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB) em Cachoeira.

Entre os municípios convidados estão Jaguaripe, São Felipe, Aratuípe, Laje, Jiquiriçá, Presidente Tancredo Neves, Valença, Cruz das Almas, Santo Antônio de Jesus e Amargosa, além de Cachoeira. O MPT da Escola é um projeto que pretende capacitar educadores para abordar, dentro da sala de aula, a questão do trabalho infantil, suas causas e consequências para a criança, as famílias e a sociedade. Todos os alunos das escolas inscritas pela prefeitura recebem livros que tratam da questão e trazem atividades para fixação do conteúdo aprendido em classe. O projeto prevê também a realização de concursos regionais e nacionais de trabalhos feitos pelos estudantes.

O evento de capacitação dos educadores, coordenado pelo procurador do trabalho e coordenador nacional do MPT na Escola, Antônio Lima, apresentará formas de identificação resgate de crianças em situação de trabalho proibido e como identificar situações do tipo em sala de aula. A realização do seminário é desdobramento do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado com o MPT pelo município de Cachoeira que se comprometeu para colocar em prática programas municipais que combatam o trabalho infantil. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: Infosaj).

Municípios do Recôncavo Baiano podem aderir ao projeto MPT escola - noticias, destaque, cultura

Rio Paraguaçu e as cidades de Cachoeira (esquerda) e São Félix (direita)