Uma mulher foi presa na tarde desta quarta-feira (23/09), no município de Presidente Tancredo Neves, no Sul da Bahia, após ser flagrada exercendo ilegalmente a profissão de odontologia.

A auxiliar de saúde bucal, Cleidiane de Almeida Andrade, foi abordada por fiscais do Conselho Regional de Odontologia da Bahia – CROBA – e uma Guarnição da Polícia Militar do município, quando realizava uma restauração sem a presença de um cirurgião dentista.

A autora e o paciente foram conduzidos para a delegacia para lavratura dos procedimentos cabíveis. De acordo com Dra. Viviane Sarmento – Presidente da Comissão de Fiscalização do CRO-BA, Cleidiane vai responder pelo exercício ilegal da profissão de odontologia e se condenada pode pegar de seis meses a dois anos de prisão. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: Diário Paralelo)