A ultramaratonista Itana Patrícia, residente em Salvador, participou no sábado (16/09), em Mucugê, da UTCD – Ultra Trail Chapada Diamantina 2018. Em uma altitude de 1300 metros, em meio a pedras e cascalhos escorregando por conta da chuva, Itana fez a Ultra de 50 km.

Em contato com o Tribuna do Recôncavo, ela contou que estava indo bem, mas depois dos 25km foi derrubada por um atleta de Brasília. “Mesmo um pouco tonta e desnorteada, parei por um tempo, me lavei com água do rio e segui em frente, o corpo pedia para eu parar, mas a alma pedia para eu continuar”, disse.

Mesmo com boca, joelhos e mãos ralados, Itana ainda ajudou outros atletas que se machucaram. “Ajudei depois dos 37 km o senhor Joaquim, 68 anos, de Serrinha, que estava sentindo câimbra nas duas pernas… Como sempre digo, esporte é competição, mas ser solidário com o próximo faz parte de minha essência”, disse. Itana também ajudou duas mulheres de Brasilia, levando as mesmas até a linha de chegada.

Texto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

Foto: Divulgação