Morreu nesta segunda-feira (3), aos 83 anos, o pintor e escultor mexicano José Luis Cuevas, na Cidade do México. “Meu profundo pesar pela morte de José Luis Cuevas, um dos nossos maiores artistas plásticos do século XX. Minhas condolências aos seus familiares”, disse a titular da Secretaria de Cultura do país, Maria Cristina García, em mensagem no Twitter.

O presidente Enrique Peña Nieto também comentou a morte do artista e expressou condolências aos familiares, amigos e à comunidade cultural pela morte de Cuevas, representante de uma geração responsável por uma ruptura no país. “Artista do México e do mundo, José Luis Cuevas será lembrado sempre como um sinônimo de liberdade, criação e universalidade”, disse o presidente.

A obra de Cuevas está reunida desde 1992 em um museu que leva o seu nome no centro histórico da Cidade do México. O pintor e escultor nasceu na capital do país em 1934. Aos sete anos, venceu um concurso de desenho promovido pela Secretaria de Educação Pública e é considerado um artista autodidata. (Bahia.ba)