Moradores da cidade de Castro Alves no Recôncavo Baiano denunciaram um lixão irregular ao lado do cemitério. De acordo com o morador, Ivan Pedro da Silva, já foi feita uma reportagem de televisão sobre o lixão, que ficava na saída da cidade. “Só mudou de local, continua novamente a burlar a lei”, afirmou.

Desde 2 de agosto de 2014 foi encerrado o prazo para as cidades brasileiras adequarem a gestão do lixo às regras da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sancionada em 2 de agosto de 2010.

Pela legislação, os lixões devem ser extintos para, em seu lugar, serem implantados reciclagem, reuso, compostagem, tratamento do lixo e coleta seletiva. A punição prevista chega para as prefeituras que descumprirem a legislação é de até R$ 50 milhões. (Redação/tribunadoreconcavo, com informações do bahianoticias)