A Delegacia Territorial (DT), de Mararogipe divulgou, nesta terça-feira (16), o resultado da acareação realizada com os acusados da morte de Adriane Ribeiro Santos, de 23 anos, e das filhas dela Greisse Santos da Conceição, de cinco anos, e Ruteh Santos da Conceição, de dois anos. Segundo a apuração, a suspeita envenenou Adriane e as filhas depois que a autora passou a demonstrar interesse pelo marido da vítima e as duas se desentenderam.

A suspeita e seu companheiro estão presos, desde o dia 11 de outubro, quando a polícia cumpriu um mandado de prisão temporária contra o casal. A polícia confirmou que foi utilizado um inseticida de uso agrícola, misturado em alimentos oferecidos as vítimas para consumar o crime.

Um mandado de busca e apreensão já havia sido cumprido na casa de Elisângela e Valci, que vinha coagindo testemunhas para que não dessem informações à polícia e destruindo provas que poderiam revelar seu envolvimento nas mortes.

Editado por Tribuna do Recôncavo | Fonte: Bahia Noticias