O corpo de uma menina de cinco anos, morta por suspeita de envenenamento, será retirado da sepultura por decisão da Justiça na próxima sexta-feira (31). A garota veio a óbito, antes de outra irmã (de dois anos) e da mãe, que também morreram pela mesma suspeita, em um intervalo de 15 dias, em Maragogipe, no Recôncavo. A autorização judicial para exumar o corpo de Greicy Kelly Santos da Conceição foi informada nesta segunda-feira (27).

A menina de 5 anos foi enterrada no Cemiterio de Nagé, por “morte natural”, antes da suspeita de envenenamento. A Polícia Civil investiga se um líquido e um chocolate, encontrado na casa da família, podem ter provocado a morte das vítimas. Um cachorro da família também morreu no período. Uma perícia foi feita, mas novos testes devem ser realizados pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), já que o primeiro laudo não foi suficiente.

Greicy Kelly morreu no dia 30 de julho. Ela chegou a ser levada para um hospital em São Félix, vizinha a Maragogipe, mas não resistiu. No dia 6 de agosto, a irmã dela, Ruth Santos da Conceição, de 2 anos, também morreu após passar mal. Já na segunda-feira (13), a mãe das meninas, Adriane Ribeiro Santana Santos, também teve um mal-estar antes de vir a óbito.

Reportagem: G1 | Redação: Bahia Noticias