Mais de 20 mulheres e crianças morreram nesta quinta-feira (02) num naufrágio na Nigéria, quando tentavam regressar às suas aldeias, depois de terem sido expulsas por grupos armados. O barco que transportava cerca de 50 pessoas afundou nas correntes do rio do distrito de Gandi, no estado de Sokoto (norte da Nigéria). Entre os mostos estavam 17 mulheres e quatro crianças, informou Karim Suleiman, da Agência Nacional de Gestão de Emergência (NEMA).

“As nossas equipes recuperaram 21 corpos após o naufrágio do barco, que estava sobrecarregado e que acabou por virar devido às ondas fortes”, acrescentou o responsável. As vítimas regressavam a Garin Kare, de onde fugiram juntamente com milhares de pessoas, um mês depois de uma invasão violenta ao seu distrito, realizada por homens armados.

No ataque, 32 pessoas foram mortas e dezenas de casas saqueadas e queimadas. Os acidentes de barco acontecem regularmente nesta região pobre da Nigéria, especialmente durante a estação chuvosa, e estão ligados a más condições de transporte. (Lusa)