A Justiça determinou que o governo da Bahia forneça aos pacientes transplantados o medicamento ciclosporina que teve a distribuição interrompida desde o início do ano. O juiz  Mário Augusto determinou que o Estado distribua o remédio  na rede pública no prazo máximo de 15 dias, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

A falta desse medicamento pode levar o paciente a óbito em virtude das complicações decorrentes da rejeição do órgão ou tecido transplantado. (Redação/Tribuna, com informações do metro1)