Há oito anos é desenvolvido na cidade de Sapeaçu, no Recôncavo Baiano, o projeto “Guarda Mirim, que acompanha crianças e adolescentes entre 9 e 16, com vulnerabilidade social.

De acordo com a presidente da Instituição “Leade Guarda Mirim”, a Socióloga, Maria Eugenia, o projeto conta com voluntários que se reúnem cinco vezes por semana para realizar estudos, atividades lúdicas, aula de capoeira, treinamento paramilitar, entre outras atividades. O grupo também se reúne uma vez por mês com os familiares dos menores.

Instituição Gileade Guarda Mirim de Sapeaçu realiza Seminário de Cidadania nesta sexta, 18 - sapeacu“Com esse projeto trabalhamos os valores éticos, familiares e culturais, bem como a adoção de atitudes saudáveis e cidadãs para termos no futuro cidadãos modificados, com melhor educação e consciência dos seus direitos cívicos”, disse a socióloga.

Até então o projeto funcionava em Sapeaçu na rua Augusto Ferreira, e a partir do dia, 17/09, o “Gileade Guarda Mirim” estará funcionando na Praça da Matriz 100 N/.

Em contato com o Portal Tribuna do Recôncavo, a Socióloga e também estudante de Direito, Maria Eugenia, convidou a população da cidade de Sapeaçu e região para participar do 3º Seminário de Cidadania que acontece nos dias 17 e 18/09 em Sapeaçu.

Tema: “É DE PEQUENAS AÇÕES QUE SE FAZ UMA GRANDE NAÇÃO”.

Nesta sexta-feira, dia 18/09, os palestrantes refletirão a cerca dos temas, “O que leva a criança e o adolescente ao caminho das drogas e juventude e empregabilidade”.

O seminário acontecerá das 8h às 12h no plenário da Câmara de Vereadores de Sapeçu. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo).