O nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad foi oficializado pelo Partido dos Trabalhadores como candidato à Presidência da República no lugar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A decisão foi tomada após reunião na manhã desta terça-feira (11), em Curitiba.

Após carta enviada pelo petista, que está preso na sede da Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense, o diretório nacional chancelou a decisão. Na mensagem, Lula escreveu sobre a importância da continuidade do projeto político com Haddad como candidato e reclamou da injustiça que vem sofrendo por ter sido tirado da eleição.

A carta foi lida pelo próprio ex-prefeito a portas fechadas, segundo o jornal Folha de S. Paulo. Uma ala do partido, ligada à presidente da sigla, Gleisi Hoffmann (PR), ainda queria adiar a troca para o dia 17 de setembro, o que desagradava aos aliados de Haddad. (Metro1)