Indignado com a falta de respeito e a péssima qualidade no atendimento do Hospital e Maternidade Luís Argolo em Santo Antônio de Jesus, o senhor Edson da Conceição falou que está muito chateado com o que aconteceu com sua sobrinha de pré-nome Leide, residente no Alto do Morro.

A jovem chegou no HMLA grávida de sete meses e passando muito mal, porém não recebeu atendimento imediato, não decidiram se iam fazer o parto ou se iam transferi-la. “A pressão dela estava muito alta e ela estava correndo risco de vida, minha sobrinha acabou morrendo junto com a criança, pois não resistiram”, disse, complementando que a família está muito revoltada com essa situação, já que duas vidas foram perdidas.

Ainda conforme o entrevistado, a todo momento uma médica dizia que em duas horas o parto seria feito ou que ia mandar para Salvador e enquanto isso a jovem estava morrendo. “Não nos informaram o motivo da morte dela, só sabemos que ela estava passando mal. É uma dor que nunca vai sumir de nossos corações. A saúde dessa cidade está em crise, se a pessoa quer ser mãe hoje precisa juntar dinheiro para isso, pois não está fácil”, finalizou. (Postado por Tribuna do Recôncavo, com informações do vozdabahia)