Sendo solidários a outras categorias que realizaram manifestações nesta quarta-feira (15), os Servidores da Saúde na Bahia paralisaram suas atividades por 24 horas. Desde o inicio do ano a categoria vem reivindicando o reajuste salarial de 6,41%, ticket alimentação e adicional de insalubridade, mas até agora o percentual oferecido foi de 3,5%.

Em Santo Antônio de Jesus os profissionais lotados na IV Dires passaram o dia concentrados na sede da instituição usando faixas e cartazes denunciando o tratamento dado à saúde pelo governo do estado.

IMG_20150415_092516582

Amarildo Carvalho – SINDSAÚDE

O diretor do SINDSAÚDE Regional do Recôncavo, Amarildo Carvalho, falou sobre as percas salariais que a categoria está sofrendo. “Com data base em 1º de janeiro, chegamos ao quarto mês do ano com um grande contingente de trabalhadores com o salário base abaixo do mínimo, ou seja, reajustaram o salário mínimo, mas o nosso piso permanece com o valor antigo. Além disso, nos últimos anos, os trabalhadores receberam percentuais de reajustes abaixo da inflação e parcelados em duas vezes”, disse Carvalho.

IMG_20150415_093807298

Dra Silvia Brito – servidora do estado

A psicóloga e servidora do estado, lotada na IV Dires, Doutora Silvia Brito, criticou o governador Ruy Costa pela forma que está tratando a saúde publica, citando o Secretário Estadual de Saúde que vem titubeando (vacilando) na gestão da saúde pública na Bahia. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo)

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E FIQUE ATUALIZADO. Clique aqui!