Quase 150 foliões tiveram o resultado positivo para HIV, hepatite C e Sífilis nos cinco primeiros dias de carnaval em Salvador. Ao chegar a um dos postos de atendimento, o folião fica sabendo do resultado 30 minutos depois, a partir de uma gota de sangue. Este ano, cerca de 3 mil exames já foram feitos: para HIV, 31 casos foram confirmados, 105 para Sífilis e 10 para Hepatite C.

As unidades funcionam nesta terça-feira (09) até às 21h no Centro Histórico, e até as 22h na Barra. As pessoas que descobrirem ser soropositivas recebem assistência de uma equipe com vários profissionais (enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e bioquímicos) que realizam a triagem e o encaminhamento para exames específicos em uma unidade de saúde.

Durante os dias de carnaval, a Secretaria de Saúde da cidade distribui preservativos e orienta os foliões sobre a importância de se prevenir contra as doenças sexualmente transmissíveis. Nos estabelecimentos da cidade, camisinhas são distribuídas, gratuitamente, nos balcões e o folião pode pegara quantidade que quiser. Além disso, nos circuitos, caixas foram instaladas em frente às unidades de saúde, para que o cidadão retire os preservativos com facilidade e se previna de doenças.

No ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde identificou 36 casos de pessoas soropositivas, 150 para sífilis e cerca de 25 para Hepatites B e C. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: Bahia.ba | Foto: Varela Notícias)