Estudantes da Rede Estadual de Educação de toda a Bahia participaram entre os dias 11 e 14 de outubro da FLICA – Festa Literária Internacional, realizada na cidade de Cachoeira. No Espaço Educar para Transformar, criado pela Secretaria da Educação na Fundação Hansen Bahia, houve oficinas, rodas de conversa, mesas de leitura, encontros literários, oficina de cordel, papo de cinema, sarau, exposição de obras de arte, entre outras atividades. Educadores e visitantes também participaram.

Em entrevista ao Tribuna do Recôncavo, Ney Jorge Campello, Superintendência de Políticas para a Educação Básica, da Secretaria Estadual da Educação, contou que mais de 100 alunos de diferentes municípios estiveram na FLICA com a finalidade de levar para o evento o diálogo pela arte da educação.

“Muitas vezes a gente diz que o que tem de novo no século 21 é levar computador pra escola, é longe disso. Ainda que os computadores sejam importantes, o que mais precisamos como desafio da educação no século 21 é realizar o encontro entre as pessoas”, destacou.

Ouça a entrevista completa no play abaixo:

Texto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

Estudantes da Rede Estadual apresentam suas obras na FLICA; Tribuna ouve superintendente da SEC - flica-2018, destaque, cachoeira

Foto: Divulgação