Os deputados Pablo Barrozo (DEM) e Antonio Henrique Júnior (PP) se reuniram com a presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargadora Maria do Socorro para uma audiência visando o debate sobre a possível desativação da Câmara Especial do Extremo Oeste. Os parlamentares fizeram um apelo à presidente para que fosse mantida a Câmara, instalada em 2015 em Barreiras.

Durante a reunião, os deputados apresentaram os motivos pelos quais defendem a permanência da Câmara, destacando os benefícios para a região com a descentralização do Poder Judiciário e a presença do segundo grau de jurisdição.

A desembargadora pontuou as dificuldades financeiras para manter a Câmara, porém se mostrou muito solícita para estudar o pedido dos parlamentares que representam a região na Assembleia e da Ordem de Advogados da Bahia (OAB) de Barreiras, representada pelo presidente Alessandro Brandão, que participou da reunião.

Já o deputado Antonio Henrique Júnior fez questão de deixar claro que esta é uma causa apartidária, razão pela qual se empenhou na coleta da assinatura de 47 deputados no documento entregue ao Tribunal de Justiça solicitando providências para assegurar a manutenção e o pleno funcionamento da Câmara do Oeste. A desembargadora informou que na próxima semana será colocada em pauta a situação da Câmara do Oeste no Tribunal de Justiça da Bahia. (ASCOM)