O empresário Eike Batista foi uma das pessoas ouvidas nesta sexta-feira (7) pelo ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), como testemunhas na ação que pede a cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer na eleição de 2014, de acordo com o G1.

No total, estavam previstos cinco depoimentos no Tribunal Regional Federal, no Centro do Rio de Janeiro. O lobista Fernando Baiano também foi ouvido. O depoimento do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró estava agendado, mas sua defesa solicitou adiamento.

Proposta pelo PSDB, a ação que pede a impugnação da chapa Dilma-Temer defende que houve abuso de poder político e econômico na disputa presidencial, e acusa a campanha de usar dinheiro de propina oriundo do esquema de corrupção na Petrobras. (Bahia.ba)