Os cristãos discípulos missionários das Dioceses de Itabuna, Ilhéus, Eunápolis e Teixeira de Freitas, nos dias 17, 18 e 19 de agosto do ano de 2018, participantes do 2º Congresso Missionário Sub-Região Pastoral VI da CNBB NE 3, na cidade de Eunápolis (BA), foram convocados, a testemunhar o Kairós de Cristo, o Senhor, sob o protagonismo do Espirito Santo.

Na carta que foi divulgada, os congressistas missionários dizem que estão convictos de que o Espírito Santo impulsiona a todos a viver em estado permanente de missão. “Por isso, esta carta se dirige às comunidades, em contribuição ao progresso da fé e ampliação da prática evangelizadora nos caminhos pelos quais o Espírito Santo conduz a sua Igreja em qualquer tempo da história”.

Editado por Tribuna do Recôncavo | Fonte: Portal Catolico

 

PROPOSTAS:

1 – Aprofundar a própria experiência com Cristo, na oração pessoal e comunitária, na meditação assídua da Palavra de Deus e na celebração litúrgica, como base para a própria conversão e fundamento de toda a evangelização, expressando a alegria do encontro com Jesus como sinal da própria identidade cristã;

2 – Aprofundar a experiência pessoal e comunitária do encontro com Jesus nos mais necessitados/as como fruto de uma Igreja em saída;

3 – Aprofundar nossa experiência no Espírito da Verdade permitindo que Sua ação em nós faça-nos enxergar Sua presença no mundo. O Espírito sempre se nos antecipa. O mundo não é principalmente o espaço do pecado, e sim o lugar onde o missionário/a deve anunciar a Boa Nova do Reino de Deus;

4 – Repensar e reelaborar o modo de propor a fé, que embora imutável na sua essência, deve ouvir as exigência da cada tempo;

5 – Arriscar novas estruturas eclesiais, menos jurídicas ou centradas na hierarquia e mais flexíveis para facilitar a presença do Evangelho nos ambientes menos atendidos. Importa sonhar com uma Igreja comprometida com o Evangelho, gerando testemunhos de uma fé destemida e fortemente engajada;

6 – Ser uma Igreja profética, defensora da vida, das causas da verdade e da justiça.

 

A carta do II Congresso Missionário  foi enviado por Dom José Edson Santana, bispo da Diocese de Eunápolis, na Bahia.