Quase 100 Bombeiros Militares participaram esta semana de uma série de palestras e simulados sobre prevenção e técnicas de atendimento a pacientes em tentativa de suicídio. O evento aconteceu na Câmara Municipal de Conceição do Almeida, no Recôncavo baiano. O objetivo foi promover o gerenciamento de conflitos com a tropa e capacitar ainda mais os militares para tipo de atendimento, que acontece quase que diariamente.

Ministradas pelo comandante do 3º Grupamento de Bombeiros Militar (3º GBM), major BM, Ramon Dieggo, a atividade contou com momentos de teoria e prática. “É importante alinhar esses dois momentos, pois precisamos das técnicas mais avançadas para tratar esses casos com delicadeza e salvaguardar a vida dos envolvidos, mas precisamos ainda que os militares em ação tenham concentração emocional muito boa”, pontuou o major.

Para a a capitã BM, Carla Morais, o suicídio é um assunto delicado e tenso, mas foi abordado de uma forma leve, e os alunos participaram bastante. “Foram apresentados fatores associados que podem auxiliar e prejudicar no planejamento e na intervenção para prevenir o suicídio consumado”, explicou a capitã. Segundo ela, a iniciativa é positiva, pois existe a necessidade de ação qualificada para situações de crise.

Além das palestras e do simulado abordando as técnicas de salvamento a vítima que tentou suicídio, os bombeiros tiveram atividades práticas de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas (BREC) e salvamento terrestre. As ações fazem parte do setembro amarelo, mês de combate ao suicídio. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o oitavo país com mais suicídios no mundo.

Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: ASCOM-CBMBA