O mês de agosto será marcado por homenagens dos fiéis à beata Irmã Dulce, conhecida como o “Anjo Bom da Bahia”. Os festejos religiosos começam no sábado (04), com a realização de um novenário e prosseguem até o dia 12 de agosto, sempre às 17h, no Santuário da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, no Largo de Roma, Cidade Baixa, em Salvador. A Igreja Católica escolheu este mês para homenagear Irmã Dulce, pois em agosto de 1933, com 19 anos, a Mãe dos Pobres, como também é conhecida, se tornou freira. A programação tem ainda uma carreata, que acontece no domingo (05), logo após a missa das 8h30, com saída do Santuário.

O trajeto inclui os principais locais por onde Irmã Dulce atuou: Largo dos Mares, Água de Meninos, Calçada, Uruguai, Ribeira e Bonfim. As homenagens seguem com a 2ª Caminhada Irmã Dulce, no dia 12 de agosto, às 8h, com saída da Igreja do Bonfim em direção ao Santuário da beata. No mesmo dia, acontece o evento Tarde de Louvor com o padre Antônio Maria, a partir das 14h30, também na igreja do Anjo Bom. No dia 13 de agosto, data oficial da festa litúrgica da Mãe dos Pobres, haverá a missa solene, às 9h, no Santuário da Bem-Aventurada, que será presidida pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger. Um concurso vai eleger o carro mais bem ornamentado da procissão.

Quem quiser participar da disputa pode realizar a inscrição do veículo pelo telefone (71) 3310-1394 ou no dia do evento, no Santuário Bem-Aventurada, no decorrer da celebração da missa. O vencedor será premiado com uma imagem de 30 centímetros da freira baiana. Os critérios para avaliação são criatividade, sustentabilidade e originalidade. Uma comissão julgadora vai avaliar os veículos participantes antes da carreata, durante a concentração que vai acontecer no pátio da igreja e no estacionamento em frente ao Santuário, ao lado do Centro de Acolhimento e Tratamento de Alcoolistas (CATA). (G1/ Bahia)