O delegado Marcos de Sena Veloso, responsável por investigar as mortes da mãe e duas filhas na cidade de Maragojipe, no recôncavo da Bahia, negou que a acusada de cometer os crimes tenha se entregado à polícia.

A informação de que a suspeita tinha prestado depoimento na delegacia do município acompanhada de dois advogados veio a público na quinta-feira (20). Ainda segundo o delegado, também não é possível afirmar que Greicy Kelly Santos da Conceição, de 5 anos, Ruth Santos da Conceição, 2 anos, e Adryane Ribeiro, 23 anos, morreram vítimas de envenenamento, já que o resultado da necropsia ainda não está disponível.

As mortes ocorreram em um intervalo de menos de 15 dias. O caso ocorreu entre julho e agosto deste ano. Durante o período, o cachorro de estimação das vítimas também morreu. O pai das meninas é o único sobrevivente da família. (Bocão News)

MATÉRIA RELACIONADA: Corpo de garota morta por suspeita de envenenamento será retirado da sepultura