Termina nesta quarta-feira (04/05) o prazo para recadastramento biométrico, emissão do primeiro título e mudança de domicílio eleitoral. Embora o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tenha estendido por mais um mês o prazo do recadastramento, vários eleitores ainda não regularizaram a situação. As alterações são necessárias para viabilizar um segundo turno. Quem não fizer o cadastramento nas 22 cidades onde a convocação foi realizada não poderá votar este ano em prefeito e vereador.

O título será cancelado e só após o segundo turno, em novembro, o cidadão poderá regularizar o registro no cartório eleitoral. A Justiça Eleitoral quer implantar, até 2020, o sistema biométrico no processo eleitoral brasileiro para garantir a segurança. Com a identificação biométrica não haverá a possibilidade de um eleitor votar no lugar de outro, tornando assim ainda mais seguro o sistema de votação eletrônico.

Para realizar o recadastramento, o eleitor precisa levar um documento que comprove a residência no município em que será feita a coleta biométrica. Quem não realizar o recadastramento a tempo poderá ter restrições no CPF, perder benefícios de programas sociais como o Bolsa Família, deixar de fazer matrículas em instituições de ensino, obter passaporte e assumir cargos públicos. O agendamento para o recadastramento biométrico pode ser feito no TRE do seu Estado. Veja mais informações aqui no site TSE mais informações. (Notícias ao Minuto)