Esta semana para Santo Antônio de Jesus, ficou marcada nos meios de comunicação, rádios, sites, redes sociais etc, pela informação de que uma suposta policlínica regional, será instalada na cidade.

O Prefeito Humberto Leite rapidamente publicou nas redes sociais, “em reunião na Governadoria, com o Governador Rui Costa, ficou decidido que Santo Antônio de Jesus sediará a Policlínica do Recôncavo. Nossa cidade foi eleita por voto aberto e nós estamos muito feliz com isso”. Logo em seguida foi a vez do Deputado Rogério Andrade anunciar e comemorar o fato como se este fosse uma conquista sua.

A instalação de um empreendimento dessa natureza, uma policlínica regional, traz benefícios diretos à cidade de Santo Antônio de Jesus e a toda a região do recôncavo baiano. Para nós cidadãos, eleitores e principalmente contribuintes, pois todo o dinheiro gasto pelo erário público vem das nossas receitas, é bom que fique claro, que o que menos importa para nós é quem está se auto intitulando “pai da criança”.

A região do recôncavo baiano, composta por Santo Antônio de Jesus e mais dezenas de cidades, é digna de ser atendida e beneficiada sim. O Governador Rui Costa obteve votação esmagadora neste polo regional, logo, constitui sua obrigação cumprir com o seu papel de gestor público e honrar os compromissos assumidos com a região do recôncavo, independentemente da posição político partidária dos gestores municipais, tanto de Santo Antônio quanto de qualquer outra cidade da nossa região.

Contudo, gostaria de chamar a atenção de todas as autoridades constituídas: Prefeitos, Governo do Estado, Deputados, Vereadores e de toda a população, a quem interessar, que este empreendimento, A POLICLÍNICA REGIONAL, não seja igualmente a UPA – Unidade de Pronto Atendimento, inaugurada precocemente ainda no governo anterior,  com foco exclusivo em benefícios políticos e eleitoreiros, a quem quer que seja, com o dinheiro do contribuinte, em detrimento às necessidades da comunidade, especialmente os mais carentes, que precisam do atendimento público, e que até agora não serviu para nada. Não atendeu, não atende e sabe Deus se um dia entrará em funcionamento. Milhões de reais derramados pelo ralo, muita coisa já danificada pelo tempo e os entes públicos não se manifestam.

Há cerca de 5 ou 6 anos atrás, muita gente se dizia “pai da criança” da UPA. E hoje?  Quem trouxe a UPA? De quem é o mérito de ter conseguido um “elefante branco” para Santo Antônio de Jesus, com o dinheiro público e que até hoje não serve para nada?

Entre pedra fundamental, visitas de autoridades com fogos de artifícios e inauguração em 2012. De quem é a responsabilidade?

Há quem diga, e já foi veiculado pela imprensa de que a UPA teria sido construída em local impróprio ou de maneira inadequada e que o correto seria demolir total ou parcialmente. Se assim for, a quem cabe a responsabilidade de restituir aos cofres público o desperdício, fruto de tal irresponsabilidade?

E os nossos vereadores, muito bem remunerados por sinal, o que têm feito para ver tal unidade funcionar? Naturalmente, cada um de vocês, oposição ou situação, representa um parlamentar, estadual e federal, também muito bem remunerado.  Já não está na hora de buscar uma solução para isto? Já não é hora de trazer um grande veículo de comunicação a nível nacional (Band, Globo, Record, etc.), para denunciar ao país, este descalabro com os recursos do Ministério da Saúde?

Agora, ao aproximar-se de uma nova campanha política municipal, todo mundo aparece querendo garantir o seu espaço no poder, garantindo lealdade ao eleitor e prometendo o que pode e não pode realizar. Diversos prefeitos gastando o que não tem, comprometendo ainda mais o erário público, e parlamentares realizando obras que não são de suas responsabilidades, querendo mostrar serviço à população.

A policlínica é necessária e muito bem vinda!  Aqueles que se dizem “pai da criança” não estão fazendo nada mais que suas obrigações de buscar o melhor para nossa cidade e região. Para isto são muito bem remunerados. Infelizmente a boa parte dessas mesmas autoridades, parece faltar o respeito para com a comunidade, pois, o ato de publicar em época de eleições, conquistas para a cidade, exclusivamente em busca do voto, já é uma rotina corriqueira. Depois jogar no esquecimento milhões de reais do próprio contribuinte, tudo para dizer amém aos caprichos dos interesses pessoais e dos grupos políticos, como fizeram com a UPA em Santo Antônio de Jesus, nos faz refletir:

Ainda vale à pena acreditar em alguém na política?

Já não está na hora da população dar o troco, a todos eles?

Gilbenício de Souza Brandão

Colunista do Tribuna do Recôncavo

Consultor de RH

Residente em Santo Antonio de Jesus/Ba

Aproveite e curta nossa fanpage. Clique aqui !