A Samarco pode voltar a operar, sem usar barragens de rejeitos em Mariana (MG), de acordo com informações do blog Direto da Fonte, da jornalista Sonia Racy, do Estadão. A mineradora está aguardando autorização de órgãos ambientais para a cava Alegria Sul – onde não há risco de ruptura.

O movimento “Justiça sim, Desemprego não” enviou às autoridades de Minas Gerais abaixo-assinado com 15 mil nomes, pedindo liberação da cava. A Samarco é responsável pelo maior desastre ambiental da história do país, ocorrido em novembro do ano passado, em Mariana (MG). (BN)