Em 2012 a jovem Paloma de Souza Ventura, que tinha 25 anos na época, foi atirada de um carro quando viajava da cidade de Amargosa para Milagres, tendo seu então namorado como principal suspeito. A jovem ficou tetraplégica após a queda, tendo ainda um afundamento de crânio.

Segundo Dr. Alonso Guimarães, advogado da família, ocorrerá uma audiência no próximo dia 31 de julho para escolher testemunhas de acusação do processo que serão usadas em julgamentos futuros.

Ainda de acordo com o advogado, as alegações do acusado de que ela teria tentado se suicidar não procede, inclusive, a vítima Paloma já gravou um vídeo declarando que ele foi o autor do crime.

Dr. Alonso pede a população de Amargosa e de Santo Antônio de Jesus que não se esqueça desse caso. “Não podemos permitir que isso venha acontecer com outras mulheres e casos como esses fiquem impunes”.

Editado por Tribuna do Recôncavo | Informações: Rádio Recôncavo e Amargosa News