Uma mulher foi presa na tarde de sábado (05/08), na Avenida Dr. Luiz Sande, próximo a feira de Amargosa, acusada de cometer desacato e injúria racial contra o policial militar negro, Robson Brandão Carneiro.

Conforme ocorrência registrada na DP, ao fazer rondas no local citado, policiais do PETO da 99ª Companhia Independente da PM ouviram a mulher dizer: “bala e fogo nas putas!”, motivo pelo qual foi abordada. Durante a abordagem, a acusada teria desacatado a guarnição e teria dito que não iria conversar com o soldado Brandão por ele ser negro.

Foi dada voz de prisão, e a jovem foi encaminhada até a Delegacia Territorial de Polícia, onde teria proferido outra frase injuriosa: “Meu Deus, vou ser presa por um negro!”. A mulher, que é estudante da UFRB, ficou custodiada na Delegacia de Amargosa a disposição da justiça.

Fonte: Tribuna do Recôncavo