O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, registrou o prefeito de Salvador, ACM Neto, (DEM) como o coordenador de sua coligação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em julho, o presidente nacional do DEM teria recusado o convite para ocupar o posto na corrida eleitoral.

A coligação de Alckmin com o centrão, formada do por PSDB, DEM, PP, SD, PRB e PR terá direito a receber praticamente a metade de todo o montante do fundo eleitoral. Do R$ 1,7 bilhão destinado aos partidos para a campanha, a aliança ficaria com R$ 851 mil, o que equivale a 48% do total do montante.

Informações: Coluna Painel do jornal Folha de S.Paulo | Redação: Bahia Noticias