Aos 15 anos, Julia Reale dos Santos, moradora do Bairro do Andaiá em Santo Antônio de Jesus, alcançou no ENEM de 2013 a pontuação necessária para ingressar em um curso de nível superior. No final de 2014, a mesma foi selecionada por uma faculdade particular, depois de enviar a documentação exigida, foi informada por um funcionário da instituição que não era possível efetuar a matricula porque não tinha concluído o Ensino Médio.

Julia, constituiu um advogado que entrou com um pedido de liminar, obteve êxito, e hoje está cursando o 1º semestre no curso de direito. A adolescente, atualmente com 17 anos, deixou um recado para aqueles que estão enfrentando algum problema semelhante: “Muitas pessoas têm potencial e as vezes cruzam os braços por causa dessas dificuldades… façam o que eu fiz, mesmo com a pouca idade fui atrás dos meus objetivos e hoje estou cursando o 1º semestre”, disse Reale.  (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo)