O ex-vereador Waldir Pires (PT) recebeu R$ 80 mil da Odebrecht para a sua campanha à Câmara Municipal, em 2012, por meio de caixa 2, afirmou em depoimento o delator André Vital, ex-funcionário da empreiteira.

“Dr. Waldir Pires já tinha uma relação de longo tempo com a companhia e o pedido de apoio à sua campanha me foi feito por dr. Emilio Odebrecht”, disse.

Vital relatou ainda ter feito o pagamento em uma só parcela, a um representante do petista, do qual disse não se recordar o nome.

Tratado pela empresa com o codinome Soneca, Pires integra a lista de baianos que serão investigados no âmbito da Lava Jato em outros tribunais, após encaminhamento do Supremo Tribunal Federal. Veja o vídeo acima ! (Bahia.ba)