O vereador João Vitor (PSB) apresentou, na Câmara Municipal de São Felipe, um projeto de indicação para a criação urgente do plano básico de saneamento, que deverá ser feito pela prefeitura local. O plano deve prever, segundo ele, um investimento da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) na recuperação da barragem do município, que tem sofrido com a ausência de ações do poder público.

João Vitor também ressaltou que, atualmente, a Embasa funciona em São Felipe sem autorização para exploração. “Meio ambiente é um caso complicado em São Felipe. A Embasa pode extrair a água da barragem, mas não tem concessão válida para isso. A concessão venceu no ano passado. Desde então, a prefeitura não mandou um projeto de lei para a Câmara para que possamos analisar, porque não temos um plano de saneamento”, explica o vereador.

De acordo com ele, o custo da produção de um plano de saneamento gira em torno dos R$ 100 mil para uma cidade do porte de São Felipe. “Não é um valor caso, é irrisório. Temos que lutar por isso. Tenho cobrado um plano de saneamento desde o ano passado, ressaltando a necessidade de se fazer esse plano e as consequências da falta dele”, ressaltou.

João Vitor revelou, ainda, que está em constante diálogo com os colegas vereadores para que a Câmara possa aprovar a indicação e, em seguida, que a prefeitura faça o plano de saneamento. “Só assim podemos avaliar a estrutura ambiental e principalmente a qualidade da nossa água, cobrando da Embasa mais qualidade nos serviços prestados”, enfatizou.

Luan Santos/ASCOM