Faleceu na manhã deste sábado (06/01), o artista plástico Manoel Bitencourt de Oliveira, pai da artista visual Iêda Oliveira. MBO como era conhecido artisticamente, descobriu suas habilidades para pintura em tela aos 74 anos, incentivada por sua filha, quando tratava da saúde em Salvador.

Vale ressaltar que o artista MBO teve o reconhecimento da sociedade pelo seu trabalho,  tendo a oportunidade de expor em Bienais (na Bahia e em São Paulo), em Salões de Artes Visuais (Feira de Santana, Jequié e Salvador), tendo sido contemplado em prêmios e deixando um legado de criação, superação de obstáculos e contemplação da natureza através da expressão artística.

O REI, como era carinhosamente chamado por sua filha Iêda, partiu para o reino eterno. O sepultamento aconteceu neste domingo em Ubaíra. Iêda(filha), Dona Nice(esposa) e demais familiares, agradecem a todos que foram solidários com a família nesse momento de dor.

Texto: Maria do Carmo

Fonte: Tribuna do Recôncavo