O juiz Sergio Moro decidiu ouvir o empresário Emílio Odebrecht no caso do sítio de Atibaia, em São Paulo. Também serão ouvidos nos dias 5, 6 e 7 de fevereiros diretores da Odebrecht e Léo Pinheiro, sócio da OAS.

De acordo com o colunista Lauro Jardim, essa é a fase final do processo. Até o final de fevereiro a sentença deverá ser proferida. É possível que o ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva seja condenado. O petista é apontado como proprietário do imóvel, que está em nome de sócios de um dos seus filhos. (Bahia Noticias/ O Globo)