O porta Tribuna do Recôncavo conversou com Andreia Santos que é diretora da Escola Municipal Presidente Médice, da cidade de São Felipe. A diretora falou sobre a Jornada Pedagógica que foi realizada de 15 a 17 de fevereiro e a respeito da estrutura da escola. De acordo com Andreia, além dos professores e diretores das escolas, as autoridades políticas, comerciais e religiosas do município também participaram da Jornada Pedagógica, bem como pessoas influentes na cidades e de comunidades vizinhas.

Ela informou que acompanhou a Jornada Pedagógica com muita atenção e com bastante interesse em absorver as contribuições dos palestrantes, as aprendizagens e os estímulos. Para ela foi muito estimulante, pois, os palestrantes eram doutores que assim como ela tiveram uma origem humilde e conseguiram superar. E isso a fez pensar a fazer doutorado, além disso, pretende passar esse incentivo para os alunos.

Ainda em entrevista ao repórter Hélio Alves, a diretora falou sobre os preparativos para receber os alunos. Segundo ela, a Escola Presidente Médice está bem estruturada para receber os alunos, e apesar de estar precisando de algumas manutenções, está preparada para receber os alunos. Ela informou que a escola atende o Ensino Fundamental II e que o ano letivo começa dia 06 de março. “Estamos ansiosos para receber todos. Professores, alunos e a comunidade também. Estamos nos preparando desde janeiro.”

Outro assunto que a diretora comentou foi a participação da família na vida escolar. Para a diretora Andreia “é um assunto importante.” Ela acredita que os pais, as vezes, não se sentem capazes de ajudar os filhos porque não entendem os assuntos, mas devem pegar o caderno dos filhos e verificar o que ele tem feito. E quando perceber que o filho não está fazendo as atividades, devem procurar a escola para saber o que está acontecendo. Ela deixa um recado para as famílias. “Trabalhamos em parceria com a família. A família não está sozinha”. Ela agradece a população Pelo apoio dado a escola e diz que pretender fazer o melhor a cada dia. E Para os alunos que estão afastados da escola, a diretora deixa o seguinte recado: “Que ele pare e pense: o que ele quer realizar. A educação vai trazer para ele a liberdade de realizar esse sonho. Porque a educação faz isso.”  (Maíra Oliveira/Tribuna do Recôncavo)