Neste último domingo (19/02), no espaço cultural Renato Machado, da Praça Padre Mateus, o Varal das Artes promoveu um evento repleto de atrações artísticas para a população. Na ocasião, o portal Tribuna do Recôncavo entrevistou o professor de Direito, Valter Almeida, que falou sobre a finalidade do evento e como é realizado. Segundo ele, há três anos eles tinham um calendário com 12 apresentações contínuas e depois desse tempo parado, o grupo retomou as atividades.

Esse é o primeiro evento de 2017 e este ano terá eventos desse tipo mensalmente, aos domingo. Eles estão trabalhando num calendário que terá informações a respeito dos eventos. Breve o calendário será divulgado nas redes sociais. Inclusive com frequência os membros do grupo se reúnem virtualmente para planejar as atividades e, quinzenalmente, têm as reuniões presenciais

De acordo com o professor Valter, nesse evento teve atrações variadas com a exposição artesanatos e fotografias, apresentações musicais de diferentes ritmos, apresentações de danças e sapateado, além de apresentações de teatro e recitais de poesia. Para ele, as apresentações promovidas pelo Varal das Artes são muito importantes porque “mexe com a vida das pessoas e dá esperança para que elas possam pensar na vida com uma expectativa mais positiva. São espaços de conscientização. Salva vidas. A cultura e a educação dão oportunidade de vida.”

O professor convida as pessoas a participarem seja se apresentando ou prestigiando os artistas. Para ele, “a cidade precisa valorizar mais a cultura. Precisamos de um espaço adequado para as apresentações e de apoio, pois esses artistas precisam de cachê porque eles estão buscando se profissionalizar. Então, fica aqui um apelo para uma maior atenção por parte do poder público.” Para as pessoas que tiverem interesse em se apresentar, ele orienta que elas devem enviar um e-mail para o endereço:varaldasartes@hotmail.com. Feito isso haverá uma reunião com todos os interessados para organizar as apresentações, os horários e os materiais necessários. (Maíra Oliveira/Tribuna do Recôncavo). VEJA O VÍDEO: