Na Sessão da Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus desta segunda-feira (10/04), a professora Andreia Mascarenhas fez uso da tribuna representando os alunos e funcionários do Colégio Olavo Galvão, em defesa do não fechamento da instituição escolar.

“Não queremos ser transportados, não queremos ser tratados como mercadorias, nós queremos nosso espaço que é de direito, um espaço que é formado legalmente, ali não é somente um espaço físico, é um espaço de convivência, de respeito e também de exercício de cidadania, porque a cidadania começa também com a educação”.

“Somos um colégio estadual, a mantenedora é a Secretaria Estadual da Educação, mas o Colégio Olavo Galvão está situado nesse município, portanto, pertence a Santo Antônio de Jesus e os nossos alunos tem noção do pertencimento. Trabalhar com educação para jovens e adultos é um desafil constante, é reeelaborar o saber para trabalhar com pessoas que já tiveram a primeira chance e não puderam aproveitá-la, é a segunda chance deles, e desconsiderar esse público é angustiante”, discursou.

A educadora concluiu dizendo que professores e alunos não foram a Câmara protestar, mas pedir o apoio dos vereadores, legítimos representantes do povo, a fim de evitar o fechamento do Colégio. (Uanderson Alves/Tribuna do Recôncavo)

MATÉRIA RELACIONADA: Tribuna ouve diretora do NRE21