Procurado por partidos de oposição maiores para coligação, o PSDC bateu o martelo sobre a sua candidatura própria ao governo do estado e agora começa a organizar os nomes da majoritária.

O presidente baiano da legenda, Albino Leal, confirmou que o partido se unirá ao PTC, PMB, PMN e Rede na Bahia e que decide, nesta quinta-feira (7), o time que irá disputar as eleições em outubro. “Sairemos com Marcos Maurício para governador e Marcelo Barreto (PSDC) para senador”.

Os nomes que ocuparão as vagas de vice-governador e a segunda vaga de senador na chapa majoritária serão decididos após a reunião desta semana. “Houve uma cogitação lá atrás [para coligação com os partidos maiores], mas agora nossa candidatura está ganhando musculatura”, comentou o dirigente estadual.

Marcos Maurício, candidato da sigla ao Palácio de Ondina, comemorou, recentemente, a marca de 0,9% atingida em uma pesquisa no Instituto Paraná Pesquisas. “Nós estamos prezando por essa candidatura ficha limpa até o fim. Os quatro partidos que estão conosco compartilham esse sentimento por conta da indignação com o atual cenário político”, discursou Albino.

Para a proporcional, o grupo trabalha com a possibilidade de eleger quatro deputados estaduais e dois federais. Entre os espaços dessa chapinha, porém, parlamentares que já possuem mandatos estão barrados. “Esses cabras não honram nada. Nesta eleição pregaremos a renovação da política”, completou Albino.

Bahia Noticias