A APLB Sindicato de Jaguaripe informa que o retroativo do terço de férias de 2013 e 2014 foi pago agora em Janeiro de 2017. Também comunica que em 2015 o município pagou um abono de R$ 2 mil reais, mas no contra cheque constava o valor de R$ 2.500,00.

“Entramos com uma ação judicial cobrando o valor de 500 reais que faltou. Também estamos reivindicando a mudança de nível que ainda não saiu”, disse uma professora. A categoria pretende fazer um protesto na Jornada Pedagógica caso não tenha nenhuma resposta positiva. “Esperamos uma solução já que o vice prefeito é professor”, concluiu a reclamante. (Tribuna do Recôncavo)