A presença do deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) em eventos evangélicos não tem agradado parte dos seus aliados. Segundo a coluna Expresso, da Época, o pré-candidato à presidência tem participado de congressos e encontros, assim como alguns de seus concorrentes.

Na opinião dos seus aliados, a aproximação de Bolsonaro com tais segmentos deve acontecer por uma congruência de opiniões, como a rejeição ao casamento civil de pessoas do mesmo sexo, e do aborto. O deputado carioca estaria repetindo a prática de políticos que ele mesmo critica. Em 2017, os evangélicos representavam cerca de 27% dos brasileiros. (Bahia.Ba)