A Polícia Federal (PF) cumpre um mandado de prisão preventiva contra a irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andréa Neves, e o procurador da República Ângelo Goulart Vilela, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na manhã desta quinta-feira (18), de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

Ela é alvo da operação da Lava Jato por causa das afirmações dos executivos do grupo J&F, proprietário da marca JBS, de que o tucano foi gravado pedindo R$ 2 milhões a um dos donos da empresa, Joesley Batista, para pagar sua defesa na Operação Lava Jato. (Bahia.Ba)