O Palácio do Planalto divulgou, às 21h30 desta quarta-feira (17), nota oficial sobre a reportagem do jornal O Globo que afirma que, em delação, os donos da JBS apresentaram áudio onde o presidente Michel Temer (PSDB) dá aval para compra de silêncio de Eduardo Cunha (PMDB).

No documento, há a confirmação de um encontro entre Temer e Joesley Batista, mas que o teor da conversa não correspondeu ao que foi divulgado. Confira a nota na íntegra:

“O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar. O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República. O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados.” (Bahia.ba)