Sem se manifestar publicamente após as duras críticas feitas à recém lançada série original brasileira, “O Mecanismo”, a Netflix tem uma resposta padrão para os clientes que a acionam por meio do telefone. De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, os atendentes são treinados para afirmar, com algumas variações, que a produção dirigida por José Padilha é “uma série dramática de ficção inspirada em eventos reais ocorridos no Brasil”.

Uma das maiores broncas apontadas pela esquerda, é o fato de a atração atribuir a Lula (PT) as conhecidas expressões ditas pelo senador Romero Jucá (PMDB), “estancar sangria” e “grande acordo nacional”, que antecederam o impeachment de Dilma Rousseff (PT).

A ex-presidente, inclusive, foi uma das primeiras personalidades a se manifestar publicamente para criticar “O Mecanismo” e Padilha, que segundo ela, “mente, distorce e falseia” para “assassinar reputações” (clique aqui e saiba mais). O diretor, por sua vez, rebateu Dilma, afirmando que ‘a esquerda enlouqueceu e ficou tão hipócrita quanto a direita’. (Bahia Noticias)